www.SouCristão.com.br

...sua comunidade cristão na Internet

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Início

A Bíblia e a educação dos filhos

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 10
PiorMelhor 

É comum hoje vermos muitos pais desorientados quanto à educação de seus filhos. A maioria se vê perdida diante de uma filosofia que propõe uma educação mais aberta. O que fazer? Como educar os filhos, de maneira que não sejam reprimidos sem, no entanto, deixá-los sem correção?

Apesar de não existir uma fórmula mágica para criar filhos, a Bíblia Sagrada, em situações como essa, tem um padrão equilibrado de instruções quanto à criação de filhos. Vejamos.

I - EDUCANDO ATRAVÉS DO EXEMPLO, I Tm. 4: 12

Quando a Bíblia nos convida a sermos bons cristãos, ela estampa diante de nós o grande exemplo de vida de Jesus. Seus ensinos foram eficazes na formação do caráter de seus seguidores porque ele vivia aquilo que ensinava. Devido à manifestação dessas qualidades na vida dos discípulos, em Antioquia eles foram chamados, pela primeira vez, de cristãos, At. 11: 26.

Muitos casais frustram-se na educação de seus filhos por causa de suas próprias incoerências. O conflito entre o que é ensinado e o que é, de fato, praticado leva os filhos a rejeitar, ainda que inconscientemente, suas técnicas educacionais. A falta de exemplo no ensinamento faz com que os pais percam a autoridade sobre seus filhos e, muitas vezes, provoca neles a ira, Ef. 6: 4.

Somente as atitudes de pais fíéis, norteadas pelo Espírito Santo, podem ser base sólida, que permitam educação exemplar, influenciando a conduta de seus filhos.

II - EDUCANDO COM DISCIPLINA

Numa sociedade tão liberal e permissiva como a nossa, a palavra disciplina não soa tão bem. Afinal de contas, segundo o que se prega hoje fora da igreja, todos são livres para fazer o que desejam, e ninguém pode impor limites à liberdade alheia, ainda que isso signifique libertinagem. Tal conceito tem atingido em cheio os lares. Por um lado, pais que têm medo de insistir com seus fílhos; por outro, filhos que desconhecem limites.

Essa maneira de educar, no entanto, tem feito psicólogos e orientadores refletirem, baseados nos resultados obtidos. E alguns deles reconhecem que a disciplina é necessária. “Para viver em um clima de segurança, a criança precisa também de regras” (Revista Veja - “Família, pais e filhos com hora marcada”, edição de julho/97).

1. O que a Bíblia nos ensina sobre a disciplina de filhos?

a) Disciplina significa treinamento para agir de acordo com regras estabelecidas, Pv. 22: 15. Os filhos precisam aprender que em todos os segmentos existem regras, normas, horários que devem ser cumpridos;

b) Disciplina significa correção. O texto de Ap. 3: 19 mostra o relacionamento de Jesus com uma igreja rebelde. Mas, apesar de ser rebelde, Ele a amava e, por isso, a corrigia;

c) Disciplina significa imposição de limites, Pv. 25: 28. Qualquer liberdade sem limite é prejudicial. É preciso que se estabeleçam limites, e que estes sejam reconhecidos por todos.

d) Disciplina tem resultados positivos. A correta e firme disciplina trará sabedoria aos filhos, descanso aos país, Pv. 29: 15-17, e livrará do inferno, Pv. 23: 13-14

2. O mau uso da disciplina.

Não se pode usar a disciplina incorretamente porque os prejuízos serão terríveis. Quando os pais dão ordens aos filhos e não esclarecem suas razões, quando são incoerentes, exagerados; quando agridem, espancam os filhos, estão sempre em discórdia e disciplinam os filhos sem motivo, esse mau uso da disciplina poderá vir a formar filhos desrespeitosos e revoltados.

III - EDUCANDO FILHOS PARA DEUS

A boa educação e instrução do lar resultará no aperfeiçoamento do caráter dos filhos, no relacionamento sadio da família, num grande benefício para a sociedade como um todo. Mas o grande objetivo é levar a família a Deus, Js. 24: 15. Por isso, os alvos dos pais devem ser coerentes com os alvos de Deus. Os pais que sentem essa responsabilidade agem da seguinte maneira:

a) Levam seus filhos à casa de Deus e os apresentam ao Senhor. Ana, preocupada com a crise ministerial de seus dias, e pelo fato de não ter condições de gerar filhos, orou insistentemente ao Senhor, I Sm. 1: 11. Quando seu filho, Samuel, nasceu, foi rapidamente apresentado a Deus em cumprimento do voto feito por sua mãe, e tornou-se um dos maiores vultos da Bíblia Sagrada, I Sm. 1: 26-28. Assim também, José e Maria fizeram com Jesus, Lc. 2: 21-24, conforme a prescrição da Lei, Lv. 12: 6-8 e Êx. 13: 2.

b) Ensinam aos filhos a Palavra de Deus, Dt. 6: 6-7 e 32: 46. Para que o ensino seja eficaz é necessário que esta Palavra esteja, primeiro, no coração dos pais, v. 6. Esse ensino deve ser contínuo, v. 7. A Palavra deve ser ensinada dentro de casa, nas caminhadas, nas viagens, na hora de deitar-se e de levantar-se.

c) Testemunham dos feitos de Deus, Sl. 78: 4. Falar daquilo que Deus tem feito é uma maneira de estimular os filhos a crer no grande poder de Deus.

 

 
Please register or login to add your comments to this article.

Capítulo do Dia

NÚMEROS 29

Ao orarmos em Nome de Cristo, nos aproximamos de Deus em todo o valor e autoridade daquele Nome.

NÚMEROS 29

Nm 29:1-6 A oferta queimada é uma figura dAquele perfeito que foi tamanho prazer para o coração de Deus... o Senhor Jesus que "Se ofereceu a Si mesmo imaculado a Deus" (Hb 9:14), e em Quem Deus encontrou tão perfeito prazer. É verdadeiramente maravilhoso conhecer um pouquinho do que o Senhor Jesus fez por mim, e de como Seu poderoso sacrifício tirou os meus pecados. Mas não nos esqueçamos de que Ele significa mais para Deus Seu Pai do que Ele significa para qualquer um de nós. (Leia cuidadosa e vagarosamente Jo 17:4).

Nm 29:12-40 No décimo quinto dia, eles deviam trazer uma oferta de 13 novilhos. Eles seriam uma oferta grande e cara para apresentar ao Senhor. Nos dias que se seguiam até o oitavo dia, o número de novilhos vai diminuindo até que no oitavo dia é de apenas um. Mesmo que não conheçamos tanto sobre o Senhor quanto outros conheçam, Deus tem prazer em tudo o que podemos desfrutar da beleza e amabilidade de Cristo. Não hesite em louvá-Lo e em agradecer a Ele. Ele vê o seu coração e dá grande valor aos seus pensamentos sobre Seu Filho amado. Tente se lembrar do que o Senhor Jesus fez para a glória de Deus em primeiro lugar. Então no que Ele fez para você.

por Norman Berry - 1911-2001

Pesquisar

Peça uma Oração

(Opcional)







 

Corrente de Oração






 

Últimos Pedidos

  • Edgar Mario de Andrade Langa
    Perdao dos meus pecados e Baptismo com espirito santo.

  • claudia
    meu casamento meu marido está com uma amante estou triste tenho 3...

  • Requisitante anônimo
    ore por mim estou triste

  • Requisitante anônimo
    Ore por mim para Deus me dar um esposo nesessisto